quinta-feira, 23 de janeiro de 2020
Início / Notícias / eSport / FINAL REGIONAL – DIA 1
SemLag

FINAL REGIONAL – DIA 1

As três equipes com os 3 primeiros “seeds” da Regional Brasileira confirmaram o favoritismo no primeiro dia de evento, em São Paulo, e se classificaram para as semifinais deste domingo. PaiN, CNB e Keyd venceram suas séries por 2 a 0, o que não quer dizer que tenha faltado emoção e boas partidas no Espaço das Américas. Reveja a seguir os detalhes de cada confronto, com comentários dos jogadores.

paiN 1 x 0 INTZ

A paiN Gaming e a INTZ Team abriram a Regional à frente de uma ansiosa torcida no Espaço das Américas, e esse começo não poderia ser melhor para o time capitaneado pelo suporte Olleh. A inversão do topo com a rota inferior surtiu o efeito desejado para a paiN: tirar Yang (Renekton) da sua zona de conforto com um campeão que ele domina. A rota de baixo da paiN liderou as vantagens, quando owN conseguiu dois abates em luta, e controlando um hypercarry – termo utilizado para definir campeões Atiradores que têm seu ápice de jogo nas fases mais tardias da partida –, saiu bem à frente logo cedo. Com exceção de uma luta entre as equipes que acabou 4-0 para a paiN no meio, a equipe ganhava as lutas por pouco: 2-1 no meio, uma torre no topo pelo Lactea (Gragas) e alguns Dragões. Mas de pouco em pouco a equipe de Kami ficou incontrolável, e conseguiu finalizar a partida após cerco no meio e no topo.

Comentários de SirT, caçador (jungle) da paiN. 

paiN 2 x 0 INTZ

Tudo parecia sob controle para a paiN, mas o jogo já mostrava que acabaria tarde quando a primeira ação de fato aconteceu apenas aos 11 min.: em uma emboscada feita pelo Djokovic (Skarner), a INTZ conseguiu dois abates e o Dragão. Mesmo com essa vantagem inicial para a INTZ, os recursos conseguidos pela paiN emparelhavam a partida, e ela seguia equilibrada nas trocas de objetivos e lutas. Tudo parecia a favor do time de owN quando eles conseguiram, em cerco ao topo, abater Yang debaixo da segunda torre, destruí-la e levar tockers junto. Lactea, enquanto isso, segurava dois oponentes na rota inferior, o que fez sua equipe rotacionar, ir para o meio e levar tanto a terceira torre quanto o inibidor. Após essa larga vantagem, era de se imaginar um controle total da paiN, mas a INTZ juntou seus cacos e exibiu uma excelente estratégia de defesa e iniciação rápida da luta, valendo-se do ult de Skarner. Foi assim que ganharam três lutas na sequência e até conquistaram um Barão. A paiN lutava como podia, e quem fez a mesa virar novamente foi Lactea com seu famoso Yasuo: ele era perseguido por Djokovic e Yang (Lulu) até encaixar seu combo e conseguir uma dupla eliminação. A moral de sua equipe foi às alturas, e cinco minutos depois eles invadiam a base da INTZ pelo meio e abatiam três jogadores para encerrar a série e garantir seu lugar na semifinal.

CNB 1 x 0 LegendsBR

Com grande apoio da torcida, a CNB enfrentou a novata em presenciais Legends BR.

O ditado de análise de novas equipes, “a força deles é no começo da partida”, poderia valer para a primeira partida do confronto, não fosse a grande atuação da CNB em controlar o rival. Com Revolta (Elise) indo para a rota topo e abatendo Kaov (Renekton) com a ajuda de Leko (Ryze), os Blumers começavam o que seria um domínio em todas as rotas. Mesmo que as eliminações não acontecessem regularmente, aos 17 min a vantagem de tropas abatidas de takeshi (Yasuo) para YoDa (Fizz) era de 60, e a de manajj (Twitch) sobre DreamsDY (Lucian) chegava a 40. Assim, a CNB se fortaleceu bastante para a transição do começo para o meio da partida. Mas o que realmente fez as engrenagens rodarem mais rápido foi uma luta iniciada pela Legends BR, mas respondida com uma força brutal de takeshi, que conseguiu um Quadra Kill em jogada fantástica. Com mais itens nas mãos, o capitão da CNB começou a pressionar rotas em que sua equipe não estava, fazendo com que a Legends BR tivesse que se dividir para tentar defender a base. Enquanto Revolta e cia. Pressionavam a rota inferior e lutavam – ganhando por 3-1 –, takeshi levava o inibidor do topo e logo na sequência as duas torres do nexus, conseguindo um Double Kill antes de finalizar a partida.

Comentários de takeshi, meio e capitão da CNB.

CNB 2 x 0 LegendsBR

Batalhando contra a ansiedade e grande parte da torcida rival, a Legends BR foi muito feliz em iniciar o segundo confronto com um Dragão não visto pela CNB, o que lhes conferiu vantagem. Revolta (Jarvan IV) e sua equipe tentaram devolver o objetivo quando ele renasceu, mas Tecnosh (Elise) conseguiu roubar com seu Golpear, escapando logo na sequência. A pequena vantagem que a Legends BR tinha conseguido foi embora quando uma chamada de tentar abater o takeshi (Syndra) em baixo da segunda torre do meio deu errado, e a CNB conseguiu vencer a luta por 3-2, o que abriu mais o mapa para Alocs e sua turma ao colocarem sentinelas e limparem as do adversário com suas lentes. As equipes ensaiaram um base-rush quando a Legends BR pressionou e levou duas torres e o inibidor inferior, e a CNB fez o mesmo com o topo deles, mas o jogo continuou equilibrado. O Barão novamente foi fator decisivo – e negativo – para o time Blumer, após pequena luta vencida, eles rumaram para abater a criatura e foram repelidos pela defesa de Kaov e sua equipe, que conseguiram quatro eliminações, perdendo apenas Anjinho no processo. Foi quando começou a tomar rumo um certo apagão da Legends BR, comum para equipes novas e sem muito treinamento competitivo: a dificuldade de escalar sua vantagem. Com experiência, a CNB virou uma luta iniciada pela equipe de YoDa  por 4-2 e derrotou o Barão pouco depois, fazendo o cerco ao meio na sequência e jogando pacientemente para encontrar a brecha, iniciar uma luta e vencer não só ela, mas também o confronto.

Keyd 1 x 0 Ban Karma

Os vencedores da Série dos Campeões encararam os novos talentos do competitivo no último confronto do dia.

Com uma torcida gritando a cada lance, a Keyd Stars fez sua estreia na Regional Brasileira, dando uma palhinha do que o bootcamp na Europa pode ter ensinado aos seus jogadores. Mesmo tendo demorado cerca de dez minutos para alguma ação realmente acontecer, os Spartans dominaram no quesito de número de tropas abatidas, o que já era uma boa vantagem para o que viria a seguir. Com uma equipe composta de campeões com alta mobilidade como Nidalee, Twisted Fate e Elise, a Keyd girava suas rotas de forma a ocupar todos os espaços do adversário. Foi quando Loop (Braum) subiu para o meio que a primeira grande luta começou, e seu ult pegou em quatro jogadores da Ban Karma, que tentaram ao máximo sair da situação ruim, mas não conseguiram evitar um Triple Kill do Mylon (Nidalee), que desceu do topo para ajudar sua equipe. Jogando com o campeão que o consagrou como profissional, Mylon optou por uma escolha de itens de dano físico, e permanecia pressionando as rotas em que sua equipe não se encontrava, confundindo o adversário. Seu teleporte era a ferramenta utililzada para manter-se perto da sua equipe, e foi com ela que ele apareceu na luta ao redor do buff azul inimigo, onde Mylon conseguiu um Quadra Kill, com brTT completando o ace. A Ban Karma de fato só assistia à partida. Com exceção tirando o Dragão que eles conseguiram em uma boa decisão no começo da partida, eles observaram a Keyd eliminar mais um Dragão, o Barão e na sequência forçar uma luta que terminou em mais um ace e resultou no fim da partida.

Comentários de Loop, suporte da Keyd. 

Keyd 2 x 0 Ban Karma

Com um primeiro jogo rápido e controlado, era de se esperar que a Keyd começasse com tudo a segunda partida, mas foi a Ban Karma que deu as caras. Logo no primeiro minuto de confronto, Winged (Elise) foi pego e acabou morrendo em sua própria selva, o que não acarretou em maiores consequências – como um buff roubado. O grande perigo, na verdade, foi para a Ban Karma, que usou dois feitiços Flash para conseguir o abate, e isso fez falta quando a luta começou no bot logo cedo e brTT (Tristana) jogou bem com Loop para conseguirem duas eliminações, enquanto SuNo (Fizz) matava Fifo (Yasuo) no meio. O Dragão feito pela Keyd logo aos três minutos de partida também era um indício de mais um jogo que seria fortemente controlado pelo time de SuNo. Dito e feito. Nenhuma luta entre as equipes realmente aconteceu durante um bom tempo, e o jogo mais seguia um ritmo de filas ranqueadas solo, com a Keyd conseguindo um abate no topo, outro na selva inimiga e destruindo uma torre de cada vez, até de certa forma pragmática. O jogo realmente pegou fogo quando a Keyd conseguiu um Barão incontestado aos 25min, e pouco tempo depois conseguia um ace, perdendo apenas brTT. Nem o Yasuo bem jogado pelo Fifo, capitão e meio da Ban Karma, foi suficiente para parar o ímpeto da Keyd Stars, que após novo ace – com direito a Quadra Kill do brTT – conseguiu fechar a série em mais um 2-0.

Semifinais

Neste domingo, paiN e CNB fazem a primeira semifinal às 14h, enquanto a Keyd aguarda o vencedor de KaBuM x AWP para a semifinal das 17h.

 

via Riot Games Brasil

Sobre Max Pita

Jogador de LoL de level Diamante Canal de LoL: http://youtube.com/legendsbrcom Canal de Jogos: http://youtube.com/maxpita Twitter: https://twitter.com/max_pita Facebook: https://www.facebook.com/mitopita/

Veja Também

Torneios deste Fim de Semana – 10 a 12 de Abril

Teremos 4 torneios este fim de semana, sendo 3 de X1 com pancadaria total e outro de 5x5 até Platinas. GG RpEasy!