terça-feira, 29 de setembro de 2020
SemLag

Keyd x paiN: o clássico dos clássicos

Quando Keyd e paiN se enfrentam, o mundo para e assiste. São as equipes mais tradicionais do Brasil, com torcidas fiéis, alguns dos principais jogadores do cenário e muita história para contar. O confronto deste domingo (19/07) às 13h adquire um tom mais dramático: é uma semifinal com cara de “final antecipada”. As duas equipes têm muito a provar, e sabem que o futuro do time, e de suas carreiras, pode depender desse resultado. O que está em jogo não é só a vaga para disputar o título brasileiro, mas também a chance de chegar ao tão sonhado Campeonato Mundial.

Entre um treino e outro dessa reta final, conversamos com Revolta e SirT, os caçadores de Keyd e paiN. Segundo Revolta, “vai ser difícil, não sei o que esperar do confronto. Mas com certeza vai ser um dos melhores jogos quando o assunto é caçadores e selva”.

Invasor detectado

Revolta, campeão na 1ª Etapa pela INTZ, assistiu de camarote às quartas de final desta 2ª Etapa do CBLoL – já que a Keyd tinha ficado com o segundo lugar, com vaga direta nas semis. Ele conta que esse tempo a mais de preparação foi bom para resolver alguns problemas da Keyd e testar novas táticas.

imagem_keyd_vs_pain
Enquanto você lê, o rapaz da foto já roubou o seu vermelho e subiu pro topo.

Keyd x paiN é, atualmente o maior clássico brasileiro?

Sim. Não só por conta dos jogadores, mas pela história que têm e todas as finais que disputaram. Acho que, principalmente, porque nunca foi algo unilateral, as equipes sempre estiveram muito equilibradas.

É diferente enfrentar a paiN, em comparação com outras equipes?

Com certeza. Enfrentar a paiN sempre tem aquele gostinho a mais, aquela aura de rivalidade, a grandiosidade do duelo e das torcidas. Tudo isso pesa quando você entra pra jogar o duelo.

Vocês tinham algum plano de pegar a paiN na final? Foi uma surpresa o confronto acontecer nas semis?

Existe aquela velha história de que se você quer ser campeão, deve enfrentar todo mundo, então independente de quem você enfrente, tem que vencer. Mas é óbvio que entre paiN, INTZ e Keyd, ninguém queria se enfrentar antes da final. Mas iria acontecer com duas, então vamos em frente.

semi_keyd_pain (2)
“Quando ele consegue encaixar o jogo dele, a dificuldade do jogo aumenta muito”, diz SirT sobre Takeshi.

A queda no rendimento da Keyd nas últimas duas semanas da fase de grupos, e a melhora da paiN, significa que eles estão num melhor momento para o confronto?

Se quisermos ganhar, independe do momento, temos que dar o nosso máximo. Sempre é esse o pensamento quando você quer ser campeão. Não temos escolha. A paiN teve um crescimento muito grande durante o campeonato, e nós começamos muito bem e caímos. Acredito que estamos no mesmo nível atualmente.

Foi melhor para a paiN jogar as quartas de final enquanto vocês treinarem direto, mas não atuaram?

O bom foi ter tempo para testar e treinar o que quiséssemos. Não ficamos preocupados com o adversário, treinamos e só. Outra, a paiN jogou, e isso foi bom para eles, mas mostraram táticas que poderiam querer guardar contra nós. Eles mostraram algumas escolhas que, sinceramente, não esperávamos, ficamos um pouco surpresos. Mas historicamente a paiN muda bastante seu estilo quando chega em fases eliminatórias, então não foi uma surpresa total.

semi_keyd_pain (3)
“Os problemas já existiam no time desde que eu entrei.(…) Essa semana a mais que tivemos de preparo focamos em trabalhar e melhorar isso”, revela Revolta.

Quais são os pontos fortes que fazem da paiN uma das maiores equipes do cenário?

Eles são muito estáveis, você dificilmente vê alguém jogando mal. Kami e brTT dificilmente ficam para trás, e quase sempre lideram em farm e abate de tropas. SirT está no cenário há muito tempo, então é estável. Mylon é o Mylon. Dioud tem um estilo de jogo único. Todos estão bem sincronizados, e acharam um jeito de fazer a equipe funcionar muito bem.

Mas a paiN não sofre com a irregularidade?

Eu não sei o que acontece com a paiN em alguns jogos. Acho que eles não se entendem em algumas decisões, em como vão agir sobre a decisão que tomaram. Isso os coloca atrás no jogo. Quando se acertam, vencem.

semi_keyd_pain (10)
Revolta reconhece que Loop estava sobrecarregado, mas mostra confiança no preparo do time para as semis.

Qual é o jogador de maior perigo da paiN?

Kami. Ele puxa muito a responsabilidade. Apesar de o brTT também fazer isso, o Kami independe do momento da equipe. Se todos não estiverem bem, ele vai inovar, vai trazer uma escolha nova, uma movimentação nova e vai puxar a responsabilidade para si mesmo.

Você se sente em um bom momento?

Sinto que estou em um bom momento. O problema é que a posição de caçador é muito dependente da equipe. Se eles não estão bem, você some. Caso estejam bem, pode ser que você seja o grande destaque. Tivemos alguns problemas na fase regular, e isso afetou o time inteiro. Sentamos para conversar nessas duas semanas e acertamos tudo. Queremos mostrar o nível e o potencial que todos imaginaram que teríamos desde o começo.

Loop disse no Sem Dodge com o Melão que estava sobrecarregado com algumas coisas da equipe…

O time todo sentia isso, não só ele. Os problemas já existiam no time desde que eu entrei. Não tivemos tempo de melhorar, de parar, e mudar isso. Toda semana tínhamos um novo objetivo, um novo jogo e impossibilitava dar 100% de atenção a isso. E começa a afetar dentro de jogo, fazendo nosso rendimento cair. Essa semana a mais que tivemos de preparo focamos em trabalhar e melhorar isso.

O que espera do duelo contra o SirT?

Jogamos contra há muito tempo. Nós nos conhecemos e sabemos como cada um pensa. Vai ser um jogo que vai depender muito mais do estilo que cada um adota. Nessa Etapa ele variou muito o estilo de jogo. Não sei o que esperar do confronto, mas vai ser um dos melhores jogos quando o assunto é caçadores e selva.

Sente a Keyd confiante em levar essa MD5?

Estamos confiantes. Sabemos do potencial que a equipe tem e o quanto os jogadores conseguem entregar.

Já dá pra pensar em disputar a final do CBLoL 2015?

O único sentimento que dá é de querer MUITO estar lá. Eu e o Takeshi estávamos no Maracanãzinho em 2014 e foi uma experiência sensacional. Se em um ginásio foi daquele jeito, imagina em um estádio… Mas sabemos que temos que pensar em um passo de cada vez, e é nisso que estamos focados. Antes da final existe uma semifinal, e é só nisso que pensamos atualmente.

semi_keyd_pain-(13)
Revolta foi campeão da Primeira Etapa de 2015; Thúlio foi campeão brasileiro em 2013.

De boas no Rift

SirT é um caçador experiente, e desde o início de sua carreira, em 2012, joga pela paiN. Ele reconhece que os exaustivos treinos da equipe pesam cada vez mais nos jogadores, mas a vontade de vencer é maior do que qualquer cansaço. Desistir não é uma opção.

Dentre todos os clássicos, você acha que paiN e Keyd é, atualmente, o maior no Brasil?

Não sei se é o maior clássico, mas a rivalidade é muito grande. Até porque os jogadores já se conhecem faz bastante tempo e os times já se enfrentaram diversas vezes.

É um jogo especial para quem está lá?

Enfrentar a Keyd é sempre um desafio. Com certeza é diferente, mas especialmente para este campeonato estamos nos preparando para todas as equipes de maneira igual. Temos um acompanhamento fora de jogo, um suporte completo para que estejamos prontos para qualquer equipe.

semi_keyd_pain (1)
Suas definições de roubo de Barão foram atualizadas. Deseja reiniciar o CBLoL?

Vocês se sentem mecanicamente e psicologicamente preparados?

Estamos, sim. Como é uma MD5, muito pode acontecer. Você pode começar ganhando fácil e depois perder da mesma maneira. Então deve estar preparado para qualquer eventual situação que aconteça e assim ser capaz de reverter problemas ou continuar com as boas atuações.

Quais os pontos fortes que fazem da Keyd uma das maiores equipes do cenário?

Um dos pontos fortes certamente é o Takeshi. Quando ele consegue encaixar o jogo dele, a dificuldade do jogo aumenta muito. O Revolta é outro cara que pode fazer a diferença. Ele tem uma boa noção de jogo e isso às vezes atrapalha bastante.

Por ser o jogador mais forte, o Takeshi vai ser o grande alvo da paiN?

Não necessariamente precisa ser só nele. Existem outras formas de você neutralizar um jogador forte no jogo sem ser emboscando ele. Querendo ou não, quando seu time está atrás na partida, nem sempre a habilidade individual consegue consertar isso.

Você se sente em um bom momento?

Pra falar a verdade eu me sinto em um dos melhores momentos da minha vida, e havia muito tempo que eu não sentia isso. Há umas duas semanas eu parei e pensei em como iria treinar e me superar, e acredito que estou neste momento, de superação e treino que há muito tempo eu não estava.

A paiN foi criticada na Primeira Etapa por alternar entre boas e más atuações, e os jogadores pareciam abatidos. Você chegou em algum momento a pensar que não conseguia mais melhorar?

Nunca. Mas estive em uma situação em que não conseguia pensar o que fazer. Cheguei para o MiT e falei “não consigo melhorar sozinho, preciso de ajuda”, e ele – junto do RNG [analista da paiN] – me fizeram ver erros e acertos, me ajudando a reinventar algumas coisas, e isso me fez melhorar cada vez mais.

Você estava confortável no estilo tanque da selva e mostrou contra a Keyd duas escolhas de Ekko, um campeão que vai muito fora do que você apresentava. Como viu essa mudança?

É um estilo mais ofensivo, e nós treinamos bastante isso. Não adianta querer jogar com outros campeões se não estamos na mesma página. Querendo ou não, isso é um trabalho em grupo e que deve ser construído durante a semana. Estudamos e desenvolvemos o jogo juntos para que possamos dar nosso melhor nas partidas.

semi_keyd_pain (6)
SirT é o dono da selva da paiN desde 2012, e vem se adaptando ao meta a cada nova temporada.

O que espera do duelo contra o Revolta?

Ele é um jogador muito experiente. Com certeza vai dar seu melhor para colocar a equipe na final, rodando pelo mapa e procurando oportunidades. Mas eu também estarei ligado nisso, e vai ser um confronto muito interessante. Pode sair para qualquer lado a vitória, mas vamos nos esforçar muito para ser do nosso.

Sente a paiN confiante para levar a melhor de cinco?

Nossa, com certeza. Nosso treinamento tem sido muito pesado já faz duas ou três semanas, focada nesta parte final do campeonato. Por isso estamos confiantes e é só aplicar o que fazemos nos treinamentos que conseguiremos sair com a vitória.

Já dá pra se imaginar jogando no Allianz Parque, palco da final do CBLoL – Segunda Etapa?

Acho que deixaremos isso pra caso ganhemos da Keyd. Agora é foco e independente de ter a possibilidade de jogar em um estádio de futebol na frente de milhares de pessoas numa final, isso só será possível se passarmos da semifinal.

semi_keyd_pain (7)
Quando sentiu dificuldade em evoluir seu jogo, SirT buscou ajuda do treinador MiT e do analista RNG. “Eu me sinto em um dos melhores momentos da minha vida”.
Por LeonButcher via League of Legends

Sobre Max Pita

Jogador de LoL de level Diamante Canal de LoL: http://youtube.com/legendsbrcom Canal de Jogos: http://youtube.com/maxpita Twitter: https://twitter.com/max_pita Facebook: https://www.facebook.com/mitopita/

Veja Também

Caso Ilha da Macacada: o outro lado da história

Investigações policiais estão sendo realizadas.