terça-feira, 19 de novembro de 2019
Início / Destaques / Mundial 2016: Zedd – Ignite
SemLag

Mundial 2016: Zedd – Ignite

“Ignite” – uma colaboração criativa entre Zedd e Riot Games

Confira também as icônicas jogadas que inspiraram este clipe:

  • 2011
  • 2012
  • 2013
  • 2014
  • 2015
2011_Ashe

Campeonato Mundial 2011: A Flecha da Rainha

1º partida da Final | against All authority x Fnatic

Na primeira Final do Campeonato Mundial de League of Legends, a aAa se recuperou da onda de derrotas e teve uma revanche contra a Fnatic. A aAa mantinha uma liderança constante e só precisava martelar o último prego para fechar o caixão. Uma vitória poderia acabar com a desvantagem deles e levar a série para uma rodada decisiva. Mas quando a Ashe do YellOwStaR avançou demais e foi atordoada por Brand, ele não pôde fazer mais nada além de ver sua barra de vida se esgotando. Nem um milhão de cliques poderia desfazer esse erro. Dois de seus companheiros o acompanharam à morte e outro foi perseguido pelo mapa inteiro. Por quase um minuto, YellOwStaR ficou assistindo sua tela cinza enquanto esperava para ressurgir.

Ele parou e tomou um tempo para reajustar seu arco. Ele puxou uma flecha da aljava. Ele mirou. E ao ressurgir, YellOwStaR disparou sua redenção de um lado ao outro do mapa. Talvez ele tenha rezado quando soltou a flecha. Talvez a sorte tenha comandado a trajetória. Mas disparos assim são feitos com a intenção de acertar – de penetrar e resolver o jogo. E quando eles acertam, todos os pelos do corpo se arrepiam e comemoram como se soubessem o tempo todo que iriam acertar.

2012_Orianna

Campeonato Mundial 2012: Os Pequenos Gigantes

3ª partida da Final | Azubu Frost x Taipei Assassins

Para cada história de coragem de Davi derrotando Golias, há mil exemplos opostos em que Golias esmaga o pequeno Davi sob seus pés. A Taipei Assassins fez o papel de Davi durante todo o Campeonato Mundial 2012 – os azarões que, repetidamente, contra-atacaram seus inimigos intimidadores. Mas na Final, eles encararam a equipe da Azubu Frost vinda da Coreia. A mesma Coreia que faria jus a sua reputação, dominando o cenário competitivo do League of Legends pelos três anos seguintes. Mas tudo isso foi atrapalhado pela Taipei Assassins.

Toyz foi um dos principais elementos a bagunçarem o sistema naquele ano e se mantém como um símbolo duradouro do pouco conhecido poderio da região de Taiwan. Seu momento memorável se tornaria sinônimo da origem de Orianna como escolha confiável na rota do meio. A bola proverbial estava literalmente no lado dele do campo, quando ele corria obstinado para ajudar seu companheiro no rio. O mero som dos passos mandava a equipe do Azubu correndo de volta para sua selva – era como assistir um elefante com medo de um rato. Mas a perseguição do Toyz não foi só para se exibir. Ele conseguiu alcançar o Shen inimigo e o levou à morte com a bola de Orianna – a mesma bola que o pequeno Davi arremessou durante o campeonato inteiro.

2013_Elise

Campeonato Mundial 2013: O Rapel da Aranha

1º dia da Fase de Grupos | Oh My God vs. Team Solomid

As lutas perto do Barão Nashor são alguns dos momentos mais empolgantes de League of Legends. Dá para ouvir as vozes dos narradores crescendo. Dá para ver os pequenos passos de hesitação enquanto os jogadores dançam para dentro, para fora e em volta do poço. O ar que envolve o momento parece mais fino, como se todo mundo – jogadores, narradores e plateia – tivessem inspirado ao mesmo tempo. Matar o Barão pode dar o empurrão final que uma equipe precisa para agarrar o Nexus. Mas também pode dar uma energia renovada à equipe que esteja se sentindo derrotada e caída.

No Campeonato Mundial 2013, a OMG, da China, uma das equipes favoritas do torneio, começou o ataque ao Barão e estava prestes a acabar com ele bem rápido. Entra ThedOddOne – o “General” inabalável da Team SoloMid. TheOddOne rastejava por perto com sua Elise – uma aranha tirada da segurança de sua teia. A tarefa dele não era matar ou morrer, mas sim matar morrer. Com seus companheiros estando espalhados e a grande discrepância de ouro, a única opção de TheOddOne era roubar o Barão de supetão. Assim, ele se lançou no ar antes de descer com um ataque divino. E deu o último Golpear bem na cara de seus inimigos. Uma última investida do General.

2014_Khazix

Campeonato Mundial 2014: O Louva-a-Deus

Fase de Grupos, Dia 3 | Fnatic x Oh My God

Depois de um jogo exaustivo de vai e volta no Campeonato Mundial 2014, a Fnatic demonstrou sua famosa audácia tentando contornar a base da OMG para um vitória pela porta dos fundos. Começou com um Teleporte de sOAZ com Rumble. Depois, todas as oito pernas da Elise do Cyanide rastejaram para a base da OMG. E depois a Syndra do xPeke. Em conjunto, a Fnatic se catapultou para o Nexus da OMG em um ataque aparentemente implacável.

Vamos voltar para alguns momentos antes. Exatamente enquanto o Teleporte de Rumble terminava a canalização, Loveling, da OMG, sentiu imediatamente o cheiro do perigo e voltou à base com a gosma do Kog’Maw respingando das costas. Rumble estava colocando fogo no Nexus do Loveling. A cada poucos passos, um pequeno golpe robótico tirava parte da vida do Nexus. E logo quando Loveling conseguiu apagar esse fogo, Elise e Syndra entraram na base. Tropas colidiam aos seus pés. A pequena guerra se alastrava, mas quando a poeira baixou, o Nexus da OMG estava ainda de pé, ao lado de Loveling. A um único suspiro da morte.

2015_Ryze

Campeonato Mundial 2015: O Demon King

4ª partida da Final | KOO Tigers x SKTelecom

O Mundial 2015 começou com todos os olhares voltados para a SKTelecom e Faker. Cada passo que eles davam era atormentado pelas mãos geladas dos derrotados em seus tornozelos. Mas isso não os parou. Faker, incontestavelmente o melhor jogador do mundo dos últimos anos, subiu a estrada até o topo com Ryze. Um dos campeões mais icônicos do League of Legends havia subido ao palco. Faker incorporou o poder do Ryze e mostrou que, às vezes, não é possível superar a força bruta.

Faker voltou para o topo. Um rei para governar a todos. Ele é incontestavelmente o melhor jogador do mundo dos últimos anos. E enquanto os outros campeões de destaque combatiam a diversidade, Faker desfilava com a aura de um rei. O estilo de jogo dele mostrou como os jogos podem transcender o espaço digital. O público fazia cada vez mais barulho conforme a Final chegava a sua conclusão. Os últimos abates marcaram o fim de mais uma temporada. Agora, Faker ocupa o tão grandioso trono cobiçado por qualquer jogador, profissional ou não, que já tenha desejado vencer. E ele recebe de braços abertos qualquer novo desafiante.

2016_Staples

O Campeonato Mundial começa dia 29 de setembro. Quais campeões serão invocados este ano?

via LoLeSports

Sobre Blitzcrank

o Grande Golem a Vapor. Redator do LegendsBR nas horas vagas.

Veja Também

Torneios deste Fim de Semana – 10 a 12 de Abril

Teremos 4 torneios este fim de semana, sendo 3 de X1 com pancadaria total e outro de 5x5 até Platinas. GG RpEasy!