Início / Notícias / eSport / Comunicado de Penalidade: Tentativa de aliciamento e agravante
SemLag

Comunicado de Penalidade: Tentativa de aliciamento e agravante

Como prometido, a Riot divulgou com riqueza de detalhes a denúncia que trata da tentativa de aliciamento do jogador Gustavo “Sacy” Rossi (jogador da Red Canids) pela INTZ. Além da própria denúncia ser aceita e punição aplicada, ainda houve um agravante: o presidente da INTZ se posicionou publicamente (matéria completa) sobre o ocorrido antes de um pronunciamento oficial da Riot, fazendo com que interpretações fossem criadas e Sacy consequentemente prejudicado. A multa continua sendo de 5 mil reais.

Comunicado completo:


  • Existem evidências concretas da quebra da Política Interregional de Antialiciamento do jogador Sacy (Red Canids) por parte de Rogério e Luan (ambos da INTZ) durante conversas que ocorreram em novembro de 2016;
  • Após a investigação concluir que a violação à Política Interregional de Antialiciamento foi real, dar direito de defesa às partes e decisão acatada pela INTZ, o presidente do time, Lucas Almeida, decidiu publicar detalhes sigilosos do processo, colocando em risco a integridade física e emocional de Sacy. A Riot Games não tolerará esse tipo de atitude e isso agravou o caso.

Objetivo da Política Antialiciamento

A política antialiciamento existe para proteger o campeonato, os times e os jogadores. Quebras abruptas de contratos geram um ambiente caótico para as equipes e pessoas envolvidas e prejudicam a estabilidade do ambiente competitivo. Além disso, promessas de emprego podem fazer com que profissionais não se empenhem com 100% de sua vontade, o que reduz a qualidade do campeonato. Isso é ruim para todos os amantes de eSports.

Com isso tudo em mente, foi criada a Política de Antialiciamento, que visa bloquear movimentações e promessas calculadas que podem diminuir a qualidade e por em risco a seriedade do cenário competitivo.

Fatos

Existe um processo específico para a negociação de jogadores em situação regular de contrato e qualquer comunicação fora dessa norma é caracterizada como tentativa de aliciamento, o que acarreta em penalidades.

Em novembro de 2016, O jogador Gustavo “Sacy” Rossi (da Red Canids) foi convidado à Gaming House da INTZ pelo gerente do time Rogério Almeida para receber pagamentos relativos a premiações passadas de quando o profissional ainda fazia parte da INTZ e estavam em atraso. Sacy percebeu a estranheza da situação, já que seus colegas haviam recebido o mesmo pagamento via transferência bancária e ele era o único a ser chamado para receber a premiação em mãos e em dinheiro. Para se precaver de um possível mal-entendido, o jogador decidiu gravar as conversas.

O profissional da Red Canids, durante toda a sua estadia na Gaming House da INTZ, foi convidado diversas vezes por Rogério e pelo jogador Luan “SNK” Almeida a entrar para o time INTZ. Mesmo reiterando durante a conversa que possuía contrato vigente com a Red Canids, Sacy teve medo de que eventuais investigações acabassem por enquadra-lo como cúmplice de aliciamento e entregou as gravações para a gerência da Red Canids, que formalizou a denúncia junto à Riot Games. Aqui é importante parabenizar a atitude do jogador, pois graças a ele a Riot Games conseguiu punir uma quebra na política antialiciamento, o que é essencial para manter um CBLoL saudável e de alto nível. Para continuarmos crescendo, precisamos da colaboração de todos – jogadores, times e organizações – e Sacy foi exemplar em sua conduta profissional.

Com acesso aos áudios fornecidos na denúncia, os oficiais da Temporada investigaram o caso e confirmaram que, durante esse contato, os dois integrantes da INTZ tentaram aliciar o jogador da Red Canids. Também durante as investigações, os oficiais da Temporada não identificaram nada nas gravações que colocasse Sacy em desacordo as regras e políticas.

Entre os dias 13 e 20 de dezembro de 2016, as partes acusadas foram contatadas ao menos 3 vezes cada para discutir a situação e tiveram oportunidades para apresentar seus argumentos de defesa. Os envolvidos colaboraram com as investigações desde o primeiro momento em que foram procurados pelos oficiais da Temporada, fornecendo todas as informações requisitadas e sendo honestos em suas declarações. Tudo isso é levado em consideração como atenuante no julgamento das penalidades. Ao final do processo, a INTZ aceitou a punição.

Agravante

Infelizmente, houve um agravante na situação pois a INTZ, através do seu presidente Lucas Almeida, decidiu se posicionar publicamente sobre o caso antes mesmo da divulgação oficial do resultado por parte da Riot. Neste comunicado foram reveladas informações que deveriam ser mantidas entre as partes para garantir a integridade dos envolvidos. Ao mesmo tempo, a publicação da INTZ deixa de fora muitos detalhes e testemunhos do caso, o que pode gerar interpretações erradas sobre os envolvidos.

Mais especificamente, o jogador Sacy tornou-se alvo de um ataque constante do público que, sem a devida clarificação do contexto no qual as conversas e gravações foram realizadas, teve a falsa percepção de que o jogador tinha o intuito de prejudicar a INTZ, o que não foi o caso, como explicado acima.

Nesse tipo de processo, a Riot Games conta com o sigilo e profissionalismo dos que fazem parte do cenário para manter a segurança física e psicológica dos envolvidos. A Riot Games não tolerará qualquer tipo de atitude contrária em todo e qualquer campeonato organizado pela empresa.

Exigimos o profissionalismo de todas as equipes que buscam o mais alto nível competitivo brasileiro e com a INTZ não é diferente.

De acordo com a Política Interregional de Antialiciamento, válida para as equipes e jogadores do CBLoL desde o dia 08 de agosto de 2015, nenhum membro de equipe ou filiado à equipe pode exercer a solicitação, atrair ou engajar em discussões de emprego de um jogador que está sob contrato com uma equipe profissional, que esteja competindo no torneio de mais alto nível de uma região.

Decisão

O jogador Luan “SNK” Almeida e o gerente Rogério Almeida violaram a Política Interregional de Antialiciamento e serão penalizados de acordo com o Índice Global de Penalidades. Já Lucas Almeida violou cláusulas contratuais de não-depreciação e quebra de confidencialidade, sendo também penalizado.

Com isso, a organização INTZ fica também impedida de inscrever o jogador Sacy como membro da organização em qualquer evento ou torneio da Riot, pela Temporada 2017 de League of Legends. Isso não impede que o jogador seja inscrito ou atue por qualquer outra equipe durante esse período, desde que seguindo corretamente a Política Interregional de Antialiciamento.

Penalidades

Suspensão do jogador Luan “SNK” Almeida por 5 (cinco) meses competitivos, a partir da publicação deste comunicado, ou seja, até 31 de maio de 2017. Ele não poderá ser inscrito como jogador titular, reserva, ou técnico durante esse período, em nenhuma equipe do CBLoL ou do Circuito Desafiante.

Suspensão do gerente Rogério Almeida e do presidente Lucas Almeida por 10 (dez) meses competitivos, a partir da publicação deste comunicado, ou seja, até o dia 31 de outubro de 2017. Eles não poderão comparecer aos estúdios do CBLoL ou aos eventos da Riot como membro representante de uma organização. Além disso, eles não poderão representar nenhuma organização perante os oficiais da Temporada durante esse período; outro profissional deverá ser designado para esse fim.

Adicionalmente, uma multa de R$ 5.000,00 será aplicada à INTZ por conta da infração do gerente.


 

 

Fonte(s): League of Legends.

Sobre Max Pita

Jogador de LoL de level Diamante Canal de LoL: http://youtube.com/legendsbrcom Canal de Jogos: http://youtube.com/maxpita Twitter: https://twitter.com/max_pita Facebook: https://www.facebook.com/mitopita/

Veja Também

Torneio de LoL até Platinas – 40k RP de premio

Venha saber como participar, seja com time ou achando um agora.