Início / Notícias / eSport / Retrospectiva CBLoL 2016 – Melhores momentos
SemLag

Retrospectiva CBLoL 2016 – Melhores momentos

Não há nenhuma dúvida de que 2016 foi um ano e tanto para o CBLoL, com diversos altos e baixos dos times e jogadores, crescimento do cenário competitivo que está e notável expansão e jogos incríveis.

A Riot preparou uma retrospectiva do cenário brasileiro em 2016 com os melhores momentos do CBLoL. Confira:


1. Volta de Revolta para a INTZ

revolta
Em sua segunda passagem pela INTZ, equipe que o colocou no panteão de melhores jogadores do país, Revolta retribuiu tudo com um ano perfeito e cheio de títulos.

Quando os Intrépidos anunciaram a contratação de Revolta para a Temporada 2016, em meados de Agosto de 2015, o plano era a Temporada 2016. A grande dúvida era se o período curto em que o caçador trocou os Intrépidos pela Keyd quebraria a confiança dos outros jogadores, ou mesmo se a equipe seria próxima àquela que atropelou a concorrência na Primeira Etapa.

Não foi. Foi melhor.

Readaptados ao novo meta de 2016, a INTZ não tinha a mesma velocidade de jogo, mas algumas coisas nunca mudam, e a liderança de Revolta recolocou uma esquadra que já se conhecia dentro e fora de jogo em harmonia. Mesmo contra concorrentes – em tese – mecanicamente mais fortes, prevaleceu o estilo coletivo da equipe. Somado à experiência conquistada nas derrotas (principalmente a do IWCI 2015), a força da INTZ em 2016 foi incontestável: duas Etapas conquistadas, IWCQ e participação no Mundial. Quis o destino que o tempo junto também pagasse seu preço no final da Temporada


2. Uma nova era Blumer

A vinda de LEP, Minerva e TinOwns para a Segunda Etapa de 2016 marcou a mudança na mentalidade da organização, que desde o segundo semestre de 2014 apostava em jogadores formados nas categorias de base. Outra mudança aconteceu com o trio ex-KaBuM, que criticou a equipe e mudou totalmente de ares, focando 100% de seu tempo no jogo e assumindo uma postura de liderança dentro dos Blumers.

A criação de jogadas efetivas de Minerva, o potencial de carregar de pbO e TinOwns, as movimentações certeiras de Wos e LEP, tudo parecia encaixar no estilo de jogo que a equipe se propôs a fazer junto do técnico Djokovic. A CNB chamou atenção não somente por seu grande nível individual, mas sua comunicação eficiente, fase de draft inteligente e um jogo reativo imperdoável.

Isso fez a equipe abandonar o posto de 5º lugar que havia conseguido nas duas Etapas de 2015, fora o 7º na Primeira Etapa de 2016, e alçar ao topo, lutando contra a INTZ na final da Segunda Etapa e perdendo por 3-1 – nada que diminuísse o brilho da equipe.


3. brTT na reserva

Ele é bicampeão brasileiro, estrela do Legends Rising: Primeira Temporada, tem a maior base de fãs do cenário competitivo na América do Sul – até mais do que as próprias equipes e foi participante do Campeonato Mundial 2015. A gente vai poupar você do nome, já que você já sabe (e tá no título aqui em cima).

Mover o carioca para a reserva é algo que significou muito. Maior atirador da história da paiN, brTT parecia ser um jogador com lugar cativo em qualquer equipe – ainda mais lá. Segundo o técnico MiT, a mudança foi motivada por “algumas ações e atitudes” do jogador. Sem ele, a paiN perde uma voz na liderança e na motivação da equipe, mas ganhou sangue novo e força de vontade com TaeYeon para a Segunda Etapa, e agora ainda mais talento com Matsukaze na posição de titular.

O cenário está crescendo, e as equipes não se atentam mais somente ao nome dos jogadores.


4. Segunda Etapa de 2016

Vamos usar o famoso “O CBLoL mais disputado de todos os tempos” uma última vez?

A Segunda Etapa mostrou a força dos Blumers, dos Intrépidos, da paiN e da Keyd, com a KaBuM correndo pouco atrás; Na parte de baixo da tabela, Big Gods, Operation Kino e Red Canids brigavam para escapar da lanterna. A luta de todos chegou ao ápice na Super Semana Final, onde CNB, INTZ, paiN e Keyd estavam empatadas em pontos na liderança (com nove), enquanto a Red tentava se salvar e jogar a Kino para a disputa do rebaixamento direto.

Foram momentos de grande tensão, mas que mostraram a superioridade das duas equipes que seriam as finalistas da Etapa: CNB e INTZ.


5. Janela de Transferências

yang
Considerados por muitos como o atual melhor jogador do Topo do país, Yang deixa a INTZ após dois anos e meio na equipe. Destino é o mesmo que o de Revolta, a Keyd Stars.

Torcedor que é torcedor ama ou odeia a Janela de Transferências. Em questão de dias, sua equipe pode perder os principais jogadores, e o rival ser a nova casa deles. Esta janela não poderia ser mais movimentada: Yang, Revolta, Tockers, brTT, Ziriguidun, Matsukaze, Rakin, Ayel, Robo, Nappon, Baiano e Professor foram apenas alguns jogadores que trocaram de equipes.

>> Confira a Escalação Oficial do CBLoL 2017 – Primeira Etapa <<

Algumas, como a Operation Kino, foram refeitas totalmente. Outras, como a KaBuM! IDM e a INTZ perderam grande parte de seus jogadores. Rivais históricas, paiN e Keyd se reforçaram muito, com a última juntando em seu plantel Yang, Revolta, Takeshi, esA e Zirigui, comandados por Djoko.

As mudanças já acabaram, mas a ação está apenas começando.


6. A Temporada 2017

trofeu
Com todas as rivalidades construídas em 2016 e as movimentações da Janela de Transferências, ninguém estará a salvo na Temporada 2017.

Keyd, paiN e CNB voltam a dividir os holofotes. As duas primeiras por seus grandes reforços (a paiN até venceu a XLG Super Cup!), os Blumers mantendo a mesma equipe que voltou a trazer a organização para uma final de CBLoL.

Será que a Red Canids vai conseguir fazer suas estrelas jogarem em conjunto, como uma matilha? YoDa volta para a sua função principal, meio, enquanto brTT retoma sua parceria com Dioud. Após três meses na Coreia, Nappon e Robo devem estar mordendo para se provar em Summoner’s Rift.

intz
Jockster e micaO tem agora a dura tarefa de reconstruir juntos uma equipe que detém o título de ambas as Etapas nacionais – além de ter sido a representante da região no Campeonato Mundial.

Campeã de quatro Etapas do CBLoL e representante brasileira no IWCI 2016, IWCQ 2016 e Mundial 2016, a INTZ vive uma grande dúvida. Será que as saídas de Yang, Revolta e Tockers vão acabar com a fase de ouro da equipe? Os Intrépidos já surpreenderam a todos em 2015, quando surgiram, será que repetem o feito?

Novas e reformuladas, Remo Brave, Operation Kino e KaBuM! IDM buscam seu espaço no cenário. A primeira, vinda do Desafiante; A segunda, totalmente reformulada; A terceira de casa e jogadores novos. Serão meros coadjuvantes ou pisarão para causar confusão na tabela e lutar pelo topo?


 

 

Fonte(s): League of Legends.

Sobre Max Pita

Jogador de LoL de level Diamante Canal de LoL: http://youtube.com/legendsbrcom Canal de Jogos: http://youtube.com/maxpita Twitter: https://twitter.com/max_pita Facebook: https://www.facebook.com/mitopita/

Veja Também

Torneio de Ferro a Platinas – League of Legends

Campeonato de League of Legends aberto para todos abaixo do Platina 1. Sua chance de competir por altos premios